quarta-feira, 12 de junho de 2013


Nesse mundo visto como se fosse um papel reciclável, com todas as suas cores restringidas e frias, onde na realidade não existem os ditos “seres humanos” eu encontrei você, durante toda nossa amizade, devaneios da madrugada... Quando me via olhando as estrelas, imaginava se o sentimento fosse reciproco de sua parte, talvez estivesse apaixonada, coisa que nunca imaginava que um dia fosse me acontecer, me perdia em pensamentos, já não me reconhecia mais, o tempo se passava e o sentimento estava cada vez mais nítido em mim, bastava olhar em meus olhos para ver tamanho brilho que você causava neles, era como se estrelas brilhassem dentro deles.
É confesso, estava apaixonada, nossa amizade parecia realmente uma daquelas histórias de romances americanos onde tudo é perfeito e com essa perfeição eu já não conseguia mais me encontrar, não conseguia encontrar meu eu sem você porque afinal você já havia se tornando parte de mim... É, parece que pela primeira vez estou amando, de repente você trouxe cores ao mundo, ao meu mundo, cores essas não restritas onde devolve vida e sentido a tudo o que há em mim.
Já não tenho mais certeza se realmente estou vivendo isso com você ou se estou numa espécie de transe cerebral, sonhando com um romance perfeito, tudo parece surreal pra mim e ao mesmo tempo é algo tão intenso e a única certeza que eu tenho dentro desse coração de garota mimada é que por mais que me pareça algo da imaginação eu quero viver cada minuto com a intensidade merecida e se eu não acordar, pelo menos terei a certeza de que um dia eu amei de verdade, não como nos livros e romances americanos... Talvez até mais bonito e encantador e se eu pudesse te dizer apenas uma frase agora, EUTEAMO bastaria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário